Vitória da Ciência sobre o Negacionismo: Fiocruz Libera Vacina para Covid-19 Nacional

Vitória da Ciência sobre o Negacionismo: Fiocruz Libera Vacina para Covid-19 Nacional

A Fundação Oswaldo Cruz, por meio do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz), disponibiliza para o Ministério da Saúde (MS) as primeiras doses da vacina Covid-19 (recombinante) produzidas com o Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) nacional. O primeiro lote de vacinas nacionais foi liberado pelo controle de qualidade interno de Bio-Manguinhos/Fiocruz no dia 14 de fevereiro.

“A liberação das primeiras vacinas Covid-19 100% nacionais, agora disponíveis para o Ministério da Saúde, é um marco da autossuficiência brasileira e do fortalecimento do Complexo Econômico-Industrial da Saúde [Ceis]. Termos realizado uma transferência tecnológica desse porte em tão pouco tempo para atender a uma emergência sanitária só reafirma o papel estratégico de instituições públicas como a Fiocruz para o desenvolvimento do país e garantia de acesso com equidade a um bem público”, destaca a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima.

A produção 100% nacional, além dos benefícios médico-científicos, traz ainda benefícios econômicos, contribuindo para a balança comercial em saúde, ao reduzir a necessidade de importações, e trazendo garantia de oferta do imunizante pelo PNI à população, quaisquer que sejam os esquemas vacinais que venham a ser adotados pelo programa do Ministério da Saúde no futuro. Ao mesmo tempo, trata-se de uma das vacinas de mais baixo custo, com o valor de U$ 5,27 por dose, o que contribui para a sustentabilidade econômica do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para a CTB Rio de Janeiro essa é uma importante conquista e mostra mais uma vez toda força e potência da FioCruz. Uma vitória da Ciência sobre o obscurantismo negacionismo que tem se alastrado pelo nosso país com incentivo do Presidente da República e dos seus aliados. O Presidente Paulo Sérgio Farias comentou essa vitória para o Portal CTB-RJ:

“Em nome da direção da CTB-RJ quero felicitar todo o corpo de funcionários da Fiocruz. Essa é uma grande notícia para a ciência, a defesa da vida, para o Brasil. Significa também uma enorme derrota para o negacionismo. A decisão, que partiu da OMS, coroa a excelência da produção científica da instituição. Escolhida entre cerca de 30 laboratórios para produzir e desenvolver a nova vacina vai dar ainda ao país a possibilidade de determinar o domínio tecnológico das plataformas fundamentais para o avanço no desenvolvimento de imunobiológicos. Por esse aspecto, não poderíamos deixar de nos congratular com a Fiocruz, que sob a liderança da Dra. Nisia Trindade tem sido grande referência na luta em defesa da vida. Mais uma vez nossos agradecimentos a essa abnegada e centenária instituição.” – disse o Presidente Cetebista.

*Contém informações da Fiocruz

Leia também...

Qual a sua opinião?

Seu e-mail não será publicado. Os campos com * são obrigatórios.